Availability: Disponível

Do que me Afeta

Autor(a): Carol Barbosa
SKU: 978-65-84634-73-2

R$49,90

Livro em Pré-venda até 28 de julho
Previsão de saída: A partir de Setembro

Do que me Afeta

Após navegar em mares revoltos e se afogar em perdas irreparáveis, dores pontiagudas e violências estrondosas causadas pelo poder patriarcal, a autora dos poemas de “DO QUE ME AFETA” retorna ao continente, cravando em terras firmes o desejo de ser fortaleza de amor ao derrubar as barreiras impostas acerca do que é ser mulher. No solo resistente dos dias, ela busca se reencontrar com o direito de sentir sem aceitar que as águas dos abusos, dos medos e das desilusões inundem o seu interior, que se torna morada da esperança no fim dessa travessia

Termos da Pré-Venda:

  • Livros em pré-venda estão no final do processo de editoração e serão impressos após a finalização da pré-venda.
  • Portanto, possuem previsões de entrega iniciais e descritas acima em “Previsão de saída” . Esta data constitui a data a partir da qual a editora enviará os pedidos da pré-venda.  Os prazos de entrega destes produtos são uma previsão e podem sofrer alterações posteriores para maior ou menor tempo.
  • Verifique os prazos na descrição do produto antes de efetuar a compra. Atualizações futuras tais como o código de rastreamento após o envio e outras informações serão enviadas ao e-mail informado no ato da compra. Você também pode acompanhar o andamento do seu pedido acessando sua conta no site.

A confirmação da compra do produto em PRÉ-VENDA aplicará na aceitação destes termos.

 

Categoria:

Descrição

Autora

Carol Barbosa

Páginas

64

Gênero

Poesia

Formato

Brochura 14×21

ISBN

9786584634732

 

Após navegar em mares revoltos e se afogar em perdas irreparáveis, dores pontiagudas e violências estrondosas causadas pelo poder patriarcal, a autora dos poemas de “DO QUE ME AFETA” retorna ao continente, cravando em terras firmes o desejo de ser fortaleza de amor ao derrubar as barreiras impostas acerca do que é ser mulher. No solo resistente dos dias, ela busca se reencontrar com o direito de sentir sem aceitar que as águas dos abusos, dos medos e das desilusões inundem o seu interior, que se torna morada da esperança no fim dessa travessia

 

Destroços

estou destruída

depois de caminhar
milhas
e milhas
com o fardo de ser

depois de ver a dor escorrer
vezes demais
para uma só vida

estou destruída

depois de lutar contra
O assédio
O desamor
A culpa
E o fim da minha esperança

estou destruída

depois do eco do medo
da tua voz de desejo
do pulso escarlate
do grito sem ajuda

estou destruída

e o fardo
continua aqui
manchando o poema
de uma mulher
em ruínas

Informação adicional

Peso 120 g
Dimensões 16 × 23 × 5 cm
Autores