Availability: Disponível

Oração ao Galo dos Ventos

Autor(a): Rudinei Borges
SKU: 978-65-84634-96-1

R$49,90

Livro em Pré-venda até 18 de Outubro
Previsão de saída: A partir do final de Novembro

Oração ao Galo dos Ventos

“Oração ao galo dos ventos” é um poema-livro, escrito pelo poeta e dramaturgo Rudinei Borges pelas ruas da cidade de São Paulo e Buenos Aires, entre 2007 e 2023. Com contornos de aventura e desventura homoafetivas, profano e sagrado se encontram ao som dos sinos das velhas catedrais nos largos, esquinas e alamedas, onde a vida se erige e se constitui pelo afeto, como ato revolucionário, mesmo diante dos escombros — a partir de um prisma onírico e vertiginoso em que poetas como Walt Whitman, Mário de Andrade, Federico García Lorca, Allen Ginsberg e Roberto Piva são celebrados. O texto traz fortes evocações dos espaços de resistência e confraternização da comunidade gay no centro antigo da capital paulista, decisivos na luta pelos direitos dessa população.

Termos da Pré-Venda:

  • Livros em pré-venda estão no final do processo de editoração e serão impressos após a finalização da pré-venda.
  • Portanto, possuem previsões de entrega iniciais e descritas acima em “Previsão de saída” . Esta data constitui a data a partir da qual a editora enviará os pedidos da pré-venda.  Os prazos de entrega destes produtos são uma previsão e podem sofrer alterações posteriores para maior ou menor tempo.
  • Verifique os prazos na descrição do produto antes de efetuar a compra. Atualizações futuras tais como o código de rastreamento após o envio e outras informações serão enviadas ao e-mail informado no ato da compra. Você também pode acompanhar o andamento do seu pedido acessando sua conta no site.

A confirmação da compra do produto em PRÉ-VENDA aplicará na aceitação destes termos.

 

Categorias: ,

Descrição

Autor

Rudinei Borges

Páginas

80

Gênero

Poesia

Formato

Brochura 14×21

ISBN

9786584634961

 

“Oração ao galo dos ventos” é um poema-livro, escrito pelo poeta e dramaturgo Rudinei Borges pelas ruas da cidade de São Paulo e Buenos Aires, entre 2007 e 2023. Com contornos de aventura e desventura homoafetivas, profano e sagrado se encontram ao som dos sinos das velhas catedrais nos largos, esquinas e alamedas, onde a vida se erige e se constitui pelo afeto, como ato revolucionário, mesmo diante dos escombros — a partir de um prisma onírico e vertiginoso em que poetas como Walt Whitman, Mário de Andrade, Federico García Lorca, Allen Ginsberg e Roberto Piva são celebrados. O texto traz fortes evocações dos espaços de resistência e confraternização da comunidade gay no centro antigo da capital paulista, decisivos na luta pelos direitos dessa população.

 

não sei
o que dizer
porque não tenho
o que dizer
não tenho
como furtar naves
espaciais e fugir
num caleidoscópio
não tenho
como partir de quijote
nem como pagar contas  
comprar sal e alho e açúcar mas-
cavo
mas queria roçar
teu umbigo e
arranhar tuas costas
e depois  
caminhar contigo à noite
e depois
à noite deixar que levem
relâmpagos dos teus olhos
— o fermento da manhã

Informação adicional

Peso 280 g
Dimensões 16 × 23 × 5 cm
Autores